quinta-feira, janeiro 24, 2008

O Estranho Mundo de Jack

Título Original:
"The Nightmare Before Christmas" (1993)

Realização:
Henry Selick

Argumento:
Michael McDowell, adaptação da história de Tim Burton

Vozes (versão original):
Chris Sarandon - Jack Skellington
Catherine O'Hara - Sally / Shock
William Hickey - Dr. Finkelstein
Glenn Shadix - Mayor


Um mundo de fantasia, de magia de sonhos, onde o que se imagina pode acontecer. Existe uma cidade – Cidade Halloween – nela se prepara durante um ano o Halloween. Um mundo escuro com falta de luz, cheio de sustos, de gritos, onde todos gritam, onde Jack é o rei das Abóboras e quem lhe faz companhia é o seu cão Zero.

Jack é excelente no seu trabalho e na sua liderança de todo o grupo, fama e glória não lhe faltam, mas … anda triste e deprimido algo nele necessita de mudar, ou de experimentar, pois anda cansado de fazer as mesmas coisas.

Um dia ao passear afastou-se mais e numa floresta entrou, nela quatros portas estavam, uma delas escolheu e nela entrou.

Numa vertigem de cores e colorido entrou, crianças alegres e felizes brincam e saltam, o mundo é branco e frio, pinheiros verdes enfeitados vêem-se por todo o lado, assim Jack observa um mundo estranho e desconhecido para ele – Mundo do Natal.
Do outro lado julgam que ele desapareceu ou morreu.

Ao seu mundo dele regressa e novas ideias traz, cor alegria e um espírito diferente no modo de fazer quer implementar, assim convoca uma assembleia e começa por mostrar as diferentes cores, presentes e pinheiros todos enfeitados e coloridos no fim descreve quem chefia esse mundo “é um rei terrível, com uma voz profunda e poderosa, também ouvi dizer que deve ser visto como uma lagosta grande e vermelha”.

Assim enquanto o mundo de Jack não percebe o Natal ele tenta organizar e passar para o papel toda a sua grande alteração que pensa efectuar, e pensa em como irá transmitir a ideia do Natal, deste modo pensa “este ano o Natal vai ser nosso”. Com todos irá ter e distribuir tarefas, assim o Bicho papão – são três – são também chamados para uma tarefa muito especial raptar o “garras arenosas” – Pai Natal.

Assim vai surgir Sally que diz ter tido uma visão do Natal de Jack, nele havia fumo e fogo… Jack não acredita diz que vai ser risos, alegria e o fato do Garras Arenosas que irá ser feito pela Sally.

A noite de Natal chega e com ela os preparativos que tinham sido todos trabalhados vão ser colocados em prática, deste modo começa uma noite que nada tem a ver com noite de Natal, mas também não tem a ver com uma noite de Halloween.

Neste mundo de magia e sonhos numa animação de excelência vamos sendo transportados para os diferentes espíritos Natal e Halloween, nele se tenta entrecruzar o que de bom ou mau existem em cada um deles. Deste modo e de uma forma leve alegre e inesperada vamos sendo levados ao que surge deste cruzamento destes dois mundos. Quem irá salvar o Natal?

De algum modo transmite-nos que tudo pudemos fazer e alterar, mas nem tudo nem todos conseguimos levar ao mesmo e quando tal acontece as consequências podem ser imprevisíveis, pois algo diferente e nunca visto irá surgir.

Uma animação de um nível excelente, uma banda sonora de acordo com esta excelente animação em que os bonecos utilizados e o modo como se expressam transmitem bem todo seu conteúdo.

® Ângela Mateus

1 Comments:

At 6:59 da tarde, Blogger halloween 77 said...

se já estava com vontade de ver o filme, ainda mais curioso fiquei... bom comentário...

 

Enviar um comentário

<< Home