domingo, julho 16, 2006

Ned Kelly

Título Original:
"Ned Kelly" (2003)

Realização:
Gregor Jordan

Argumento:
John M. McDonagh com base no romance "Our Sunshine" de Robert Drewe

Actores:
Heath Ledger – Edward “Ned Kelly”
Orlando Bloom – Joseph “Joe” Byrne
Geoffrey Rush – Superintendente Francis Hare
Naomi Watts – Julia Cook


Cento e vinte e seis anos após a sua morte, com apenas 25 anos de idade, Ned Kelly continua a ser vivamente recordado na História e na cultura popular dos australianos como um herói nacional e não como um bandido ou fora-da-lei. Este filme de Gregor Jordan – uma co-produção entre a Austrália, Reino Unido e França – não é o único que retrata a vida de Ned Kelly e os seus feitos. Ente eles destacam-se The Story of the Ned Kelly Gang (1906) de Charles Tait – que foi o primeiro filme sobre Ned Kelly, além de ser um dos primeiros filmes a serem feitos na história do cinema mundial; e ainda Ned Kelly (1970) de Tony Richardson, onde o carismático Mick Jagger interpretou o papel do ícone australiano, contribuindo para a internacionalização do nome deste e da sua história de vida.

A história do lendário Ned Kelly e do seu gang começa na segunda metade do século XIX, quando a Austrália era uma das colónias do imenso e rico Império Britânico, na época dourada em que a Rainha Vitória prosseguia o seu longo reinado. Descendente de pai irlandês, Ned vive com a família no seio de uma comunidade de imigrantes irlandeses que há largos anos tinham vindo povoar a Austrália. Um dia ao devolver uma égua, sem saber que tinha sido dada como roubada, um polícia acusa Ned e ele acaba por ser preso. Alguns anos depois, em 1874, sai da prisão e apercebe-se de que a intolerância dos polícias continua e que cada vez que desaparece algo eles culpam a sua família. Para conseguir sustentar a família Ned trabalha arduamente nas terras de um rico inglês e é aí que se envolve com Júlia, a bela mulher do patrão.

O ponto de viragem da história dá-se quando o vingativo guarda Fitzpatrick (Kiri Paramore) acusa Ned de tentativa de homicídio só pelo facto da irmã dele ter rejeitado os seus impulsos amorosos. Obrigado a esconder-se na floresta, o jovem forma um gang com o seu irmão Dan (Laurence Kinlan) e os amigos Joe Byrne e Steve Hart (Phil Barantini). Para não ser preso enfrenta os polícias e num desses confrontos acaba por matar os guardas que o tentam matar primeiro. A sua fama espalha-se rapidamente e torna-o um herói para as pessoas oprimidas pela força oficial de um império que as sufoca. Considerado um inimigo desse império, é estabelecida a recompensa de 8000 libras pela captura de Ned ou membros do seu gang, a maior recompensa por um criminoso que o mundo alguma vez vira. Entretanto está para chegar o Superintendente Hare, enviado pela coroa britânica para capturar Ned.

Este filme lembra um pouco os westerns clássicos americanos sobre foragidos da lei como Billy the Kid, por exemplo, entre muitos outros que eram respeitados pelas pessoas do seu tempo e mais tarde cativantes para o público quando transformados em personagens de cinema. Os motivos que levam Ned Kelly a revoltar-se com as autoridades são explicados de forma clara e, mesmo que não concorde com os seus actos, o público simpatiza com ele. Para isso contribui a melhor interpretação de Heath Ledger antes de O Segredo de Brokeback Mountain. As falhas mais visíveis são a nível do elenco, já que as filmagens inteiramente rodadas na Austrália nos proporcionam inesquecíveis imagens dos cenários naturais. Supostamente Naomi Watts seria o par amoroso de Ledger, porém Julia, a sua personagem, é fraca, aparecendo em poucas cenas do filme, o que leva ao descrédito deste romance que parece dispensável à história do filme. Quanto a Geoffrey Rush, a sua personagem também é fraca e só aparece quase no final, o que é mau pois no decorrer da história o Superintendente Hare tinha muito mais importância do que a que lhe foi dada e contribuiria para um clima de maior tensão no filme. Por fim fica a “morna” interpretação de Orlando Bloom, que parece ser uma consequência do facto da história se centrar demasiado no protagonista leva a um menor destaque das restantes personagens que o rodeiam.

® Isabel Fernandes

1 Comments:

At 2:02 da manhã, Blogger chines said...

ned kelly!!!!! o molhor longa q eu ja assisti !!!!!!!!!!!!!

 

Enviar um comentário

<< Home