sexta-feira, outubro 14, 2005

Mentira

Título Original:
"Shadow of a Doubt" (1942)

Realização:
Alfred Hitchcock

Argumento:
Gordon McDonell, Thornton Wilder, Sally Benson & Alma Reville

Actores:
Teresa Wright - Charlie
Joseph Cotten - Tio Charlie
Macdonald Carey - Det. Jack Graham



Convém começar por afirmar que Shadow of a Doubt era o filme preferido de Hitchcock. Apesar de muitos críticos afirmarem que é com Vertigo que ele atinge o seu máximo expoente cinematográfico (o que em parte concordo), o filme de 1942 baseado numa história de Gordon McDonell combina o melhor de Hitchcok a nível técnico com uma história que assenta na perfeição à sua perversa e maquiavélica mente.

Charlie (Teresa Wright) é uma jovem que se tem sentido triste com a sua vida desejando já à algum tempo um pequeno abanão na vida que leva. Lembra-se então do seu tio Charlie, alguém que adora e sente ser o antídoto para a monotonia reinante na cidade, na família, etc. Quando descobre que o tio Charlie está a caminho ela fica felicíssima, mas quando o comboio chega uma estranha nuvem negra aparenta acompanhá-lo como que anunciando a vinda de más notícias. Será que o tio Charlie é de facto o que parece?

Shadow of a Doubt permanece até aos dias de hoje como um dos grandes filmes de Hitchcock e, consequentemente, do mundo. Filmado magistralmente pelo Mestre, este filme conta com alguns dos planos de câmara mais fascinantes alguma vez vistos, sendo que tal ocorre pois, talvez mais que em qualquer outro filme, sentímos que a câmara acompanha a história, Hitchcock vai pincelando a sua obra, obrigando-nos a viver a história, a sentir o confronto, exterior e interior das personagens, levando os espectadores a reflectirem sobre a eterna dicotomia bom/mau, de onde vem o mal e se alguma vez estaremos a salvo dele.

Contando com uns sólidos desempenhos da parte de Teresa Wright e Joseph Cotton, uma cuidada fotografia e um dos melhores guiões alguma vez escritos (pormenor do qual os próprios actores falavam), Shadow of a Doubt é assim um filme brilhante aconselhado a qualquer cinemaníaco que ainda não o tenha visto, fã ou não de Hitchcock.

Uma referência especial à edição em DVD nacional que possui uma óptima qualidade de som e imagem para além dos imensos extras, muito bons e bem realizados, a partir dos quais se pode aprender muito. Para todos os interessados o jornal O Público começa agora uma nova promoção de filmes de Hitchcock que irá incluir esta obra-prima. Para todos os interessados, já sabem, aproveitem de qualquer forma esta possibilidade.

Bons filmes e até para a semana.

® Bruno Sá

3 Comments:

At 6:21 da tarde, Blogger Daniel Pereira said...

Filmaço de Hitchcock! Duas personagens num jogo fabuloso conduzido pelo mestre.

 
At 12:15 da tarde, Blogger Nuno Cargaleiro said...

Acho que estão a transmitir um ciclo na sic mulher de hitchcock... é de ficar atento...

 
At 9:41 da manhã, Blogger Rui Luis Lima said...

Hitchcock disse que era o seu filme favorito...para mim é um dos seus melhore e o Joseph Cotten na figura do "vilão" está extraordinário, comparar esta interpretação com a de "O Terceiro Homem" é um excelente "exercício".
Parabéns a Todos pelo Blog.

Saudações Cinéfilas

 

Enviar um comentário

<< Home