domingo, maio 28, 2006

O Rei Leão

Título Original:
"The Lion King" (1994)

Realização:
Roger Allers & Rob Minkoff

Argumento:
Irene Mecchi & Jonathan Roberts

Vozes (versão original):
Matthew Broderick - Simba
Moira Kelly - Nala
Jeremy Irons - Scar
James Earl Jones - Mufasa


Vive-se uma época em que a animação a 3D tem vindo a imperar sobre a animação tradicional (com excepção das animações japonesas). A Disney renovou-se e investiu em novas tecnologias e programas de computador que permitem elaborar as personagens de animação em 3D, conferindo-lhes uma maior semelhança com o real, porém o encanto das técnicas de animação tradicionais que resultam em filmes como O Rei Leão não se desvanece. Dos deslumbrantes planaltos africanos com as suas cores quentes chega-nos a história de amor e cumplicidade entre o bravo e poderoso rei Mufasa e o seu pequeno e curioso filho Simba. Uma história emotiva, com momentos comoventes e momentos divertidos que marcou a minha infância, assim como terá marcado certamente a de muitas pessoas da minha geração e quiçá de outras.

No reino animal, onde Mufasa é o soberano, do alto do rochedo o sábio babuíno Rafiki apresenta a todos os animais o pequeno Simba para que o saúdem, pois um dia será rei. À medida que vai crescendo, Simba aprende com o pai as implicações de ser rei, na procura de manter o equilíbrio e a paz entre as variadas espécies animais, porque afinal todos fazem parte do grande ciclo da vida da natureza. Um dia a sorte de Simba muda radicalmente com um trágico acontecimento. Scar, o invejoso e maléfico tio de Simba incita-o a fugir e nunca mais voltar. Longe do reino, é com os divertidos Timon e Pumba que Simba encontra abrigo e adopta o ideal de vida que eles lhe dão a conhecer: hakuna matata, atirar o passado para trás das costas e viver com alegria o presente. Já adulto, Simba percebe que terá de ser corajoso, de ultrapassar os seus medos e regressar para assumir o seu lugar de liderança no reino agora estéril e devastado onde o seu tio Scar, com a cumplicidade das terríveis hienas, é quem manda.

Tal como os restantes filmes da Disney, sobretudo os clássicos, este tem na sua história a habitual e tão característica componente moralizante: a relação entre pai e filho é mais forte do que a morte, a maldade não compensa, entre outras possíveis ilações. Os personagens conseguem ser bastante cativantes, especialmente a dupla cómica: Timon e Pumba – responsáveis por grande parte das cenas cómicas – e o ganancioso Scar e as suas maléficas artimanhas para ser rei causam-nos irritação como se ele fosse um vilão de carne e osso.

O Rei Leão foi a primeira longa-metragem de animação dos estúdios Disney a ser desenvolvida a partir de um argumento original, argumento este que, quando o filme estreou no Japão causou polémica devido às notórias semelhanças com Kimba, the White Lion, uma animação de Osamu Tezuka. O processo não chegou a ter desenvolvimento pois a viúva de Tezuka achou-se lisonjeada pelo facto da Disney se ter inspirado na animação do marido, pois este inspirara-se nos clássicos da Disney para criar as suas próprias histórias.

Se a componente visual do filme nos agrada com a sua riqueza colorida e quente, a componente musical não lhe fica atrás. A banda sonora de Elton John e Tim Rice, orquestrada por Hans Zimmer, foi premiada com dois Óscares da Academia de Hollywood: Melhor Canção Original (Can you feel the love tonight) e Melhor Orquestração Original. Por isto tudo e por muito mais vale a pena ver ou rever O Rei Leão.

® Isabel Fernandes

3 Comments:

At 11:58 da tarde, Anonymous Bruno said...

O Melhor filme de animação que já vi. Nenhum filme de animação se considera a este, mesmo lindo e cheio de alegria.

 
At 11:59 da tarde, Anonymous Vanessa said...

O meu filme failiar favorito. É cheio de amor, sentimentos e alegria. Aconcelho a todos.

 
At 8:23 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Sempre adorei este filme! É dos meus favoritos. Tem uma intensa mistura de emoções, é comovente mas muito divertido também! Tem uma história fabulosa, é dos melhores filmes da Disney. E conta também com uma banda sonora excelente, tem musicas que nos fazem sonhar e regressar aos tempos sem maldade... É apenas brilhante!

 

Enviar um comentário

<< Home