quinta-feira, fevereiro 02, 2006

Lendas de Paixão

Título Original:
"Legends of the Fall" (1994)

Realização:
Edward Zwick

Argumento:
Susan Shilliday & William D. Wittliff, baseado na obra de Jim Harrison

Actores:
Brad Pitt - Tristan Ludlow
Anthony Hopkins - Col. William Ludlow
Aidan Quinn - Alfred Ludlow
Julia Ormond - Susannah Fincannon Ludlow


Contando já com alguns anos desde a sua estreia no cinema, Lendas de Paixão é um exemplar a recuperar. A história da ascensão e queda da família Ludlow, num cenário forte de paixão, vida e morte criado a partir do romance de Jim Harrison.

Legends of the Fall, aparte a tradução em português também ajustada, é realmente o título original perfeito para este filme de 1994 onde se narra a história de uma família que se desmembra com o início da 1ª Guerra Mundial, quando se exaltam revoltas e tristezas e despoletam paixões desadequadas.

Na primeira década do século XX, o Coronel Ludlow (Anthony Hopkins) vive retirado na sua propriedade nas montanhas com os filhos Alfred (Aidan Quinn) e Tristan (Brad Pitt) e alguns empregados, entre os quais o índio One Stab (Gordon Tootoosis). Cansado da corrupção da vida citadina e dos conflitos com a mulher, Ludlow é contudo feliz na sua vida de calmaria: o filho mais novo, Samuel ( Henry Thomas ), a terminar os seus estudos fora, completa o orgulho paterno pelos seus descendentes, cada um com uma personalidade muito própria, mas que mantêm um saudável sentido de união entre si.
Esta é a fase positiva das vidas de todos, que se altera justamente com a chegada de Samuel, acompanhado da sua noiva, Susannah (Julia Ormond). Isto porque aqui começam a discutir-se as causas e efeitos da 1ª Guerra Mundial, em pleno início (Samuel manifesta a vontade de se alistar ao serviço dos Ingleses, contra a vontade do pai e dos irmãos) e, a par desta divergência de opiniões, surge rapidamente uma desadequada atracção entre a bela e pura Susannah e o selvagem e apaixonante Tristan.
Os três irmãos acabam por ir para a guerra. Tristan, protegendo noite e dia o irmão mais novo, sofre um trauma irreversível com a dramática morte deste às mãos do inimigo, e assume a culpa pelo facto. Alfred regressa entretanto a casa e confessa a Susannah o seu amor por ela; só que a verdadeira queda da família começará com a volta de Tristan, a partir do momento em que se envolve com a noiva do irmão falecido e tem que enfrentar a mágoa de Alfred, que também acaba por culpá-lo da morte de Samuel. Daqui para a frente, esta história épica assume contornos inimagináveis, com Tristan no centro de diversos acontecimentos dramáticos que mudarão as vidas de todos os que estão à sua volta.

Lendas de Paixão revela-se, assim, como uma história forte onde o marcante personagem de Brad Pitt – aqui ainda em início de carreira – acaba por se situar no centro dos acontecimentos: por ele parecem passar tanto a ascensão como a queda da família, como se ele se tivesse amaldiçoado a si próprio mas igualmente a todos os que o amam.

Edward Zwick, o realizador (cujo título mais recente é O Último Samurai, protagonizado por Tom Cruise), destaca-se, aqui, pela direcção de actores e pela caracterização dos personagens, praticamente irrepreensível. O imberbe Samuel, o recto Alfred, o rebelde Tristan: três irmãos inesquecíveis, com evidência para o último, que Brad Pitt parece ter entranhado na pele e lhe assenta como uma luva. Na verdade, o seu é o personagem que desencadeia as principais reacções também no público, já que não apresenta um perfil comum e muito menos plano, ladeando com actores já experientes (Quinn e Hopkins, sobretudo) sem ficar para trás em termos de convicção na representação.
Também Julia Ormond se encaixa muito bem no papel de Susannah, gerando a química esperada com os três protagonistas referidos e mostrando o seu talento dramático como em nenhum outro filme em que tenha participado.

O esquema de realização é linear, sem grandes surpresas, mas o argumento bem construído e coeso (a cargo de Susan Shiliday, também responsável por África dos Meus Sonhos) vale por si, bem como o brilho dos desempenhos, residindo nestes elementos o poder que este filme alcança. Juntam-se-lhe uma belíssima história, com um desenrolar interessante e devidamente ritmado, e diálogos sem chavões - onde paira uma filosofia cativante transmitida pelo índio One Stab, o narrador quase imortal que conta esta lenda de muitas inocências perdidas.

® Andreia Monteiro

8 Comments:

At 10:05 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Filme fantástico, tanto pela história como pelo desempenho dos actores,onde destaco Brad Pitt e Anthony Hopkins

 
At 12:02 da manhã, Anonymous Anónimo said...

"Lendas de Paixão.e um bom filme e pena e de poucos sites o ter agora espero de o conseguir baixar

 
At 3:51 da tarde, Blogger gatinha said...

esse filme passa uma emoção muito forte e envolvente vale a pena ver e rever e ter para guardar !brad pitt esta simplesmente magnifico e apaixonante

 
At 5:47 da tarde, Anonymous Anónimo said...

tocante emocionante nos faz chorar lia

 
At 11:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Lendas DA paixão - um filme realmente belíssimo, quando DA paixão... porque diz da ou das paixões; DE paixão... é um amontoado de paixão. Um filme que merecia os principais troféus do Oscar: diretor, ator, atriz, coadjuvante, trilha sonora, além da fotografia espetacular. Um filme que já assisti 25 vezes, do meu acervo com os melhores da história.
No mais,parabéns pelo site e pesquisas.
Eurípedes

 
At 9:28 da tarde, Anonymous Anónimo said...

É assim como uma versão um pouco modificada dos Irmãos Karamazov, onde rola também muita paixão, envolvimento, infelicidades e, também, muita tristeza. É um ótimo filme.

 
At 11:47 da manhã, Blogger JANE FLOR said...

Um filme verdadeiramente emocionante, história forte, você se emociona no início, no meio e no final. ...sensacional

 
At 11:48 da manhã, Blogger JANE FLOR said...

Um filme verdadeiramente emocionante, história forte, você se emociona no início, no meio e no final. ...sensacional

 

Enviar um comentário

<< Home