sexta-feira, fevereiro 03, 2006

Crash


Título Original:
"Crash" (2004)

Realização:
Paul Haggis

Argumento:
Paul Haggis & Robert Moresco

Actores:
Matt Dillon - Guarda Ryan
Don Cheadle - Graham
Brendan Fraser - Rick



Agora que as nomeações para o Óscar já saíram foi uma agradável surpresa ver o filme de que hoje vou falar presente nalgumas das mais importantes categorias. Não é que a surpresa seja demasiado grande pois está lá com toda a justiça mas, infelizmente, são muitas as injustiças que se cometem em Hollywood. Este ano, à primeira vista, não não está a ocorrer. Bom, mas como não são os óscares que aqui me trazem, vamos lá ao filme desta semana: Crash.

Ao contrário da minha típica estrutura de construção de uma review desta vez não vai haver lugar a um breve resumo da história. Tal deve-se à estrutura peculiar do filme que acompanha a vida e acções de várias personagens que, posteriormente, acabam por estar de alguma ligadas umas às outras. Se isto vos parece familiar é devido ao facto de um outro filme, Magnolia, utilizar uma estrutura semelhante. Mas as semelhanças ficam por aqui pois Crash é muito diferente.

A partir de conceitos como xenofobia, preconceito, racismo, etc Paul Haggis consegue contruir um argumento/filme que leva qualquer comum moral com o mínimo de capacidade reflectiva a questionar quem é bom e quem é mau neste mundo, a começar pela nossa própria pessoa. A abordagem das generalizações a nível de categorização racial que são norma ocorrerem nas sociedades modernas é feita com uma inteligência e eficácia deliciosas que, mais que qualquer estudo sociológico, nos mostra razões reais, facilmente identificáveis, pelas quais a incompreensão é a palavra de ordem nos tempos que correm.

Paul Haggis que até aqui estava mais ligado à televisão tem uma inspiração divina na criação do fantástico argumento de Crash. 2004 fica indiscutivelmente para a história com este argumento e um outro, também dele, o já aqui revisto Million Dollar Baby. Se a história e realização de Crash são de facto muito conseguidas um dos grandes elogios nesta obra tem de ir, obrigatoriamente, para o fantástico elenco. Desde Matt Dillon até Ludacris passando pelo inevitável Don Cheadle todos brilham. O filme, como facilmente se entende pela história, vive muito à custa dos protagonistas e de facto é difícil lembrarmo-nos de um filme com um naipe tão grande de brilhantes actores a raiarem, todos (não me canso de o repetir), a tão grande nível.

Crash é assim uma obra brilhante, um pequeno diamante que por pouco passava despercebido, mas que conseguiu, por créditos próprios, ganhar nome de modo a ser notado e visto pelo maior número de pessoas possível... e que bem faz esta obra a quem esteja disposto a pensar sobre ela.

Concluindo, filme estraordinário, merecedor de todos os elogios e mais alguns e, como tal, fortemente recomendado.

® Bruno Sá

6 Comments:

At 11:49 da manhã, Anonymous S0LO said...

Um filme bastante intenso :)!

Cumps.

 
At 7:02 da tarde, Blogger membio said...

é um excelente filme que mostra, infelizmente, a realidade crua e fria dos nossos dias!!!

 
At 2:09 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Qualquer pessoa que diga que este filme é bom merece ser baleado.

Fraca copia do magnolia, seca, e acima de tudo extremamente previsivel..Até me irrita que alguem diga k isto é bom!?

Vão dar graxa a outro.

 
At 3:48 da tarde, Anonymous Anónimo said...

é um filme que fala nada com nada. apenas fala do preconceito, mas sem grande importancia! Além disso a televisão do meu COLÉGIO é uma ***** !!!

 
At 3:50 da tarde, Anonymous Anónimo said...

alguem ae, me passa ouqe entendeu do filme!!! presciso para 1/6/2007
quem me passar ganha um beijo!!!

 
At 12:17 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Vim aqui parar por acaso mas é realmente uma muito boa critica, blogs destes fazem flta na net. Continua!

 

Enviar um comentário

<< Home