sexta-feira, dezembro 22, 2006

Breakfast on Pluto

Título Original:
"Breakfast on Pluto" (2005)

Realização:
Neil Jordan

Argumento:
Neil Jordan & Pat McCabe

Actores:
Patrick/Kitten - Cillian Murphy
Padre Bernard - Liam Neeson
Brendan Gleeson - John-Joe


Depois do aclamado The Butcher's Boy, o realizador Neil Jordan traz-nos outro filme novamente baseado num livro do irlandês Patrick McCabe. Desta vez a história anda á volta de Patrick (Cillian Murphy) que fora abandonado em bebé e entregue a um padre (Liam Neeson). Os anos passam e Patrick vai crescendo na sua pequena cidade irlandesa, onde diariamente é confrontado com um ambiente hostil na sua escola, o que se traduz na tranformação da sua maneira de ser, tornando-o mais atrevido, exibicionista, extravagante e afeminado. Tudo para poder sobreviver com um sorriso no dia-a-dia.

Mas mais do que um homossexual ou um travesti, Kitten - como Patrick gosta de ser chamado - tem todos estes comportamentos apenas por um motivo bastante simples: enfrentar o dia-a-dia com um sorriso. Esta personagem recusa-se assim a aceitar o mundo onde vive de forma séria, pois assim sabe que terá mais dificuldades em viver de forma descontraída, como ele tanto gosta. Claro que este seu comportamento e atitude lhe irão trazer problemas: Apesar de viver numa época mais livre e alegre - anos 70 -, Kitten terá que fazer face e reagir aos conflitos na Irlanda do Norte (através do IRA), mas sempre de cabeça erguida!

E Cillian Murphy é a personificação perfeita desta personagem: os gestos, a forma como caminha, fala e pensa: tudo parece ser fascinantemente positivo em Kitten. Como é que o actor não foi nomeado para Melhor Actor na última cerimónia dos Óscares é uma questão deveras pertinente e que deixo aqui em aberto...Quanto ao elenco secundário, quase todo ele composto por grandes nomes - Liam Neeson, Stephen Rea, Brendan Gleeson, Ian Hart e outros - também esteve brilhante e neste aspecto não há falhas.

Por outro lado, onde existe uma falha perfeitamente visível é numa das cenas que decorrem numa estação de comboios. Não obstante o filme decorrer em meados dos anos 70, nesta cena são visíveis carruagens de comboios do século XXI...É quase impossível não reparar neste "pormenor", devido ao tempo de exposição das carruagens aos olhos do espectador. Não é nada que estrague o decorrer da história, mas há que admitir que é uma falha gravíssima! Outro problema nesta obra de Neil Jordan é a sua excessiva duração. Com menos duas ou três cenas, o filme arrastar-se-ía bem menos...

Possuidor de uma realização bastante segura e um argumento provocante mas nunca ofensivo, Breakfast On Pluto é um dos mais interessantes filmes desta temporada e ainda que pareça um drama triste e pesadão, consegue na verdade ser um misto de drama e comédia, o que juntamente com uma notável banda sonora de época, faz desta obra um retrato alegre, divertido e optimista da descoberta de identidade de uma curiosa personagem: Patrick "Kitten" Braden. A ver!

® Mário Lopes

3 Comments:

At 2:54 da tarde, Blogger wasted blues said...

Ainda não consegui ver este filme... :(

Aproveito para deixar as Boas Festas ao pessoal do Cine7 ;)

 
At 10:41 da tarde, Blogger gonn1000 said...

Não o viste no ciclo do King, então (também não cheguei a ver quase nenhum dos queria :().

Obrigado, boas festas :)

 
At 4:41 da tarde, Blogger wasted blues said...

Não consegui ir...

 

Enviar um comentário

<< Home