quinta-feira, junho 23, 2005

21 Gramas

Título Original:
"21 Grams" (2003)

Realização:
Alejandro González Iñárritu

Argumento:
Guillermo Arriaga

Actores:
Benicio Del Toro - Jack Jordan
Naomi Watts - Cristina Beck
Sean Penn - Paul Rivers



Confesso que ainda não tinha visto nenhum filme deste realizador, mas depois de ver 21 Gramas fiquei com muita curiosidade em ver Amor Cão, até porque já tive oportunidade de pesquisar na Internet e encontrei críticas positivas. Na verdade também li que 21 Gramas é um passo em frente do realizador, Alejandro González Iñárritu.

Neste filme, as histórias de três personagens, acabam-se por se tornar uma só história, uma vez que as histórias dos três se cruzam.
Paul Rivers é um professor que tem problemas de coração, e precisa de um transplante. A sua mulher tenta agora engravidar, para ficar com um filho seu, mas tem de recorrer à inseminação artificial.
Jack Jordan é um ex-presidiário que encontrou em Deus e na religião algum conforto e uma forma de orientar a sua vida. Casado e com dois filhos, de quem exige que sigam também os ideias religiosos.
Cristina Beck é casada com Michael (Danny Huston), de quem tem duas filhas. Uma mãe aplicada que tenta recuperar de um passado de drogas e álcool. Nos tempos livres costuma ir nadar.

As suas vidas seguem o seu percurso individual até ao dia em que Michael e as filhas são atropelados por Jack, e acabam por morrer. A partir daí as suas vidas cruzam-se de uma forma sem precedentes, conduzindo a um final inesperado.

21 Gramas é um filme dramático, tenso e também denso. Filmado de forma a criar uma atmosfera de suspense, e também de alguma forma perturbadora. O próprio filme gira quase todo em torno da morte, dá a ideia de que a morte circula por toda a parte. E acaba por ser esse o tema principal de onde provém o nome, 21 Gramas corresponde ao peso que cada pessoa perde quando morre.
Mas, o que realmente fornece quase toda alma ao filme é a montagem. Na verdade, são todos esses factos que nos levam a agarrar o filme, e a tentar perceber a história. È que em 21 Gramas passado, presente e futuro quase não têm separação, eles sobrepõe-se ao longo de todo o filme. De forma que a história não segue um percurso linear, acabando por ser o próprio espectador quem cria a história. O filme funciona quase como se o realizador nos desse pequenos fragmentos de momentos, que juntamos na nossa cabeça, de forma a que a história faça sentido.

Para alguns espectadores, esse pode ser um factor que os leve a abandonar a sala de cinema, ou a parar a exibição da cassete ou do DVD. Mas para outros (e aí eu estou incluído) é esse é um factor que atrai e que leva a que se admire o filme. Pois é isso que torna o filme diferente e ao mesmo tempo especial. E Alejandro Iñárritu nunca perde o controlo sobre a história, todos os “momentos” a que assistimos fazem sentido, e acabam por ter a sua explicação, no passado, no presente ou no futuro.

21 Gramas recebeu duas nomeações para Oscar, melhor actor secundário para Benicio Del Toro e melhor actriz principal para Naomi Watts.
Confesso que tendo em conta os nomeados que nesse ano competiram (2004), talvez não merecessem ganhar o Oscar. Mas que têm neste filme a melhor interpretação que já vi nas suas carreiras: isso é verdade.
O próprio Sean Penn que acabou por ganhar o Oscar por Mystic River, penso que tem uma melhor interpretação neste filme, do que por aquela em que recebeu o Oscar, no filme realizado por Clint Eastwood.Mas, isso já são outras questões…

® Rui Silva

2 Comments:

At 3:39 da tarde, Anonymous S0LO said...

Um grande filme :)! Recomendo a todos os cinéfilos.

 
At 11:22 da manhã, Anonymous Anónimo said...

ainda nao vi, mas sempre tive curiosidade(ate ja pedi emprestado...)ag vou insistir para que me emprestem, pois fikei ainda com mais vontade de ver!!!=) bgd=)
****************************Pucca

 

Enviar um comentário

<< Home