sábado, janeiro 14, 2006

Golo

Título Original:
"Goal" (2005)

Realização:
Danny Cannon

Argumento:
Mike Jefferies, Adrian Butchart, Dick Clement & Ian La Frenais

Actores:
Kuno Becker - Santiago Munez
Alessandro Nivola - Gavin Harris
Marcel Iures - Erik Dornhelm


Alguns dos melhores aspectos do jogo que atrai milhões são possíveis de experienciar neste filme de Danny Cannon. O sonho que acompanha milhões de pessoas, concretiza-se para o jovem Santiago Munez, tornar-se jogador profissional de futebol. A emoção do estádio, do golo e do jogo são aqui tema central.

Muitos ingredientes nem sempre fazem um bolo excelente. No caso de Golo, as várias emoções, sentimentos, sonhos e aspirações estão todos lá mas, neste caso, fazem um filme agradável e, de certa forma, inédito. A história é séria e convence, o miúdo, Santiago Munez, tem o ‘olhar de tigre’ e a vontade e garra para vencer, sente-se isso com o filme e a interpretação do actor mexicano Kuno Becker.

«Queria mostrar a paixão do futebol no filme», disse o realizador inglês Danny Cannon, e parece que o escritor, realizador e produtor da série CSI consegui-o. Longe dos dirigentes e do poder do dinheiro e da fama, o futebol é um jogo apaixonante, que cativa pela ascensão de qualquer pessoa que tenha o talento e a garra suficiente para jogar bem à bola – e também alguma sorte, como o filme comprova. Vindo de onde vier, seja do local do mundo mais longínquo, quem tem talento e, claro, alguma sorte, consegue triunfar. É esse percurso em ascensão que acompanhamos neste filme. É essa génese do futebol que o filme pretende mostrar, dando também um pouco a perspectiva dos jogadores mimados e ricos, na personagem de Gavin.

O clube escolhido para acolher a história e o jovem jogador mexicano foi o Newcastle. As várias emoções não só ligadas ao jogo em si, como ligadas à vida, preenchem o filme e tornam esta, uma história universal, mesmo para quem não costuma ligar ao futebol. A amizade e a força de um objectivo em comum – que acontece numa equipa de futebol – é aqui enfatizado de uma forma contagiante, assim como o romance entre alguém que chega a uma cidade nova, Santiago, e a jovem enfermeira inglesa que o trata – Anna Frie – e também o amor da família modesta do jovem, cujo pai se opõe veemente à sua partida. Acompanhamos assim o jovem mexicano, Santiago Munez (Kuno Becker), a viver em Los Angeles nesta aventura emocional em vários aspectos e não apenas desportiva – felizmente!
Santiago vive com a avó, o pai e o irmão mais novo nos Estados Unidos, onde um ex-jogador e ‘olheiro’ do Newcastle fica espantado com o seu talento. Depois de quase ter desistido em ir a um teste ao Reino Unido, a avó ajuda-o e o jovem inicia a sua aventura rumo a Inglaterra, mais precisamente a Newcastle, onde o fervor clubístico gira em torno do único clube da terra, o Newcastle.
Por lá são vários os contratempos e precisa de se esforçar bastante para mostrar o seu talento. As várias emoções não só ligadas ao jogo em si, como ligadas à vida – incluindo amizade e amor –, preenchem o filme e tornam esta história universal, mesmo para quem não costuma ‘ligar’ ao futebol. «O apoio da FIFA e da FA [Liga inglesa de futebol] foi fundamental, numas filmagens que foram muito complicadas», explicou o realizador ao Destak. Felizmente Shearer e outros jogadores profissionais como os famosos Beckham, Raul e Zidane aparecem quase como figurantes – parece não terem muito jeito como actores – num filme que vem preencher uma lacuna em filmes sobre a paixão do futebol.

Destaque para a forma como se filma o jogo de futebol em si. O realizador Danny Cannon teve bastante trabalho - como será explicado na entrevista que colocarei aqui ao realizador - para dar um ar convincente e filmar convenientemente os lances de futebol, onde participam actores e jogadores profissionais.
Mas é nas filmagens dos adeptos e da emoção de triunfar no terreno de jogo que este filme se torna em algo único, pela forma como se filmou as cenas do jogo.

® João Tomé

4 Comments:

At 11:55 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Não sei se viu este comentario ou se ainda liga a este blog mas acerca deste filme (Goal!) podera eventualmente arranjar o nome das musicas que constituiram este filme. Sem mais agradeço

 
At 5:49 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Boa Tarde.
Espero que alguem leia este comentario de maneira a poder responder a minha pergunta.

- A história deste filme foi baseada em factos reais? foi baseado em algum jogador que passou por algo semelhante? gostaria que me respondessem.

Gosto deste filme.
obrigado.

Alexandre Cunha

 
At 10:23 da tarde, Blogger andre said...

adorei goal 1 e 2

estão magnificos

sem palavras uns dos melhores filmes que vi...

tem tudo a haver com a actualidade ...

rapazes com habilidades mas sem ajudas ..

neste caso o contrário ...

parabéns

estou desejoso por ver o goal 3

 
At 7:06 da tarde, Blogger Ana Karla said...

Muito bom esse filme ... vale a pena assistir... sem contar que nosso: Ronaldo fenomeno, gaucho, robinho... tb apararecem nele

 

Enviar um comentário

<< Home