segunda-feira, outubro 31, 2005

A Tale of Two Sisters

Título Original:
"A Tale of Two Sisters" (2003)

Realização:
Ji-woon Kim

Argumento:
Ji-woon Kim

Actores:
Kap-su Kim - Bae Moo-hyeon
Jung-ah Yum - Eun-joo
Su-jeong Lim - Bae Soo-mi
Geun-yeong Mun - Bae Soo-yeon


Provavelmente estamos na presença da obra-prima asiática de terror psicológico.

A história gira em torno de duas irmãs que regressam a casa, após terem estado numa instituição mental. Em casa encontram o pai e uma madrasta cruel. A relação entre as três começa a deteriorar-se ao ponto de a irmã mais forte (brilhante Im Su-jeong), tentar proteger a mais fraca (Mun Keun-yeong), das investidas da madrasta que sentem como uma enorme ameaça para ambas. Ao mesmo tempo, começam a surgir estranhas aparições e fenómenos invulgares no seio da casa…

A Tale of Two Sisters é o filme da consagração do cineasta da nova vaga de realizadores coreanos, Ji-woon Kim, que neste ano de 2005 apresenta o muito aguardado thriller de acção noir (o primeiro filme do género na Coreia), A Bittersweet Life.

Para evitar estragar o visionamento do filme, prefiro não me alongar muito mais sobre o argumento. Apenas posso dizer que A Tale of Two Sisters é intelectualmente inteligente e combina de forma quase perfeita o thriller psicológico, drama e terror, servido por uma banda sonora magnífica e uma realização sublime.

Desde o argumento intrigante, passando pela música, narrativa e escolha dos actores, todos os aspectos neste filme roçam a perfeição. Do ponto de vista técnico, é difícil encontrar uma falha, pois tudo é cativante. A forma como atravessa os vários géneros (desde o drama ao terror, passando pelo thriller) é algo a ter em conta. A utilização do contraste de cores e da luz torna a película esteticamente apelativa e visualmente cativante. As duas actrizes principais brilham a todos os níveis. São mágicas no écrân. A actriz Yeom Jeong-ah, que representa a madrasta das duas irmãs é genuinamente cínica e má.

Ji-woon Kim baseia toda a estrutura cinematográfica num argumento fabuloso, na realização e no estilo visual, de modo a criar uma atmosfera densa de tensão capaz de provocar verdadeiros sustos, sem recorrer ao terror directo que advém da utilização do gore ou do uso de cenas de violência gratuita. Pelo contrário, filma-as no tempo certo e com o plano de câmara adequado a para esse efeito.

Para quem gosta de filmes de terror na linha de O Sexto Sentido ou Os Outros, vai com certeza delirar com A Tale Of Two Sisters. É definitivamente um filme obrigatório que esperemos não seja alvo de um remake americano… A imitação nunca poderá igualar o original. E este original é fabuloso!

® Sérgio Lopes

2 Comments:

At 6:37 da tarde, Anonymous S0LO said...

Terror psicológico...gosto disso :)! Vou apontar este na minha lista de filmes a ver!

Abraço

 
At 12:43 da tarde, Blogger cine-asia said...

É mesmo um grande filme...! Recomendo vivamente. Não percam o filme deste realizador, que estreia já na 5ª feira, "A bittersweet life". Podem ler a crítica em www.cineasia.blogspot.com

1 abraço.

Sérgio Lopes

 

Enviar um comentário

<< Home