quinta-feira, maio 12, 2005

O Que As Mulheres Querem

Título Original:
"What Women Want" (2000)

Realização:
Nancy Meyers

Argumento:
Josh Goldsmith & Cathy Yuspa

Actores:
Mel Gibson - Nick Marshall
Helen Hunt - Darcy McGuire
Marisa Tomei - Lola
Ashley Johnson - Alex Marshall


Em O Que As Mulheres Querem, Nick Marshall é um homem de sucesso, reconhecido no trabalho, mas que não dá a devida importância às mulheres, pensa que é um grande sedutor e que tem o Mundo nas mãos. Assim quando chega Darcy que o vai substituir como chefe do gabinete de publicidade, Nick fica um pouco angustiado com a situação.

Porém, uma noite enquanto experimentava alguns objectos femininos, para tentar obter algumas ideias para anúncios publicitários, Nick sofre um pequeno acidente doméstico e a partir daí começa a conseguir ouvir o que as mulheres pensam.
Isso traz algumas vantagens, mas também traz algumas desvantagens. Assim, no emprego Nick começa aproveita o seu novo “dom” para “ouvir” os pensamentos de Darcy, e a partir deles criar uma nova publicidade para roupa desportiva feminina.

O que acontece é que ele começa a aproximar-se sentimentalmente de Darcy, e o seu “dom” não o vai ajudar nessa situação.
Pelo meio há ainda o seu relacionamento com Lola, a empregada do café. Com quem não tem sido muito bem sucedido (sexualmente falando).
Mas é principalmente no contacto com Alex, sua filha, que Nick vai perceber que as coisas não são bem como ele pensava.

Um filme que serve de bom entretenimento, com uma boa realização, mas também com uma boa história em que as coisas fluem naturalmente.
Muitas vezes mostra as coisas das perspectivas das mulheres, e não só da perspectiva de Nick (a personagem principal).

Para além disso, o facto de ter um bom e conhecido leque de actores também ajuda bastante a que o filme se torne agradável. Para além da boa articulação entre Mel Gibson e Helen Hunt.
Porém, tudo está muito bem até chegar ao final do filme (aqui não é apenas a minha opinião, mas a de muita gente), pois parece algo improvável e até um pouco forçado, dá a ideia que está lá apenas para agradar aos românticos.E como um filme deve-se julgar pelo seu todo, e não apenas por partes, fica-se com um satisfaz (a meio caminho do bom).

® Rui Silva

1 Comments:

At 6:47 da tarde, Anonymous Anónimo said...

eu tambem gostei muito deste filme. achei muito engraçado e divertido.

 

Publicar um comentário

<< Home