domingo, março 27, 2005

Saw: Enigma Mortal

Título Original:
"Saw" (2004)

Realização:
James Wan

Argumento:
James Wan & Leigh Whannell

Actores:
Leigh Whannell - Adam
Cary Elwes - Dr. Lawrence Gordon
Danny Glover - Detective David Tapp
Ken Leung - Detective Steven Sing


Imagine-se no lugar de Adam (Leigh Whannell), que acorda numa casa de banho imunda e abandonada e não faz a mínima ideia de como lá foi parar. Está acorrentado a um cano ferrugento e por mais que tente não consegue libertar-se. No outro lado da divisão está outra pessoa – Dr. Gordon (Cary Elwes), na mesma situação que você. No meio, um homem morto sob uma poça de sangue. Momentos depois encontra um gravador onde uma voz assustadora diz que o seu companheiro tem oito horas para o matar a si ou a família dele morrerá. Pesadelo? Não, é realidade.

É assim que começa “Saw – Enigma Mortal”, sem dúvida um dos melhores thrillers desde “Se7en – Sete Pecados Mortais” de David Fincher (1995). Adam e Dr. Gordon foram ambos raptados por um terrível serial killer conhecido como Jigsaw, que os observa atrás de câmaras instaladas na casa de banho, os dois homens terão de seguir as engenhosas pistas deixadas por ele se quiserem sobreviver. Uma espécie de “Big Brother do terror” onde o grande prémio é conseguir escapar com vida.
As vítimas deste serial killer não são escolhidas ao acaso, são pessoas que aparentemente não dão o devido valor à vida. A sua mente perversa, cruel, porém genial, permite-lhe criar cenários horríveis onde as vítimas têm de escolher se querem morrer ou viver, e se querem viver têm de lutar pela sua vida e fazer algumas das piores coisas que alguma vez imaginaram. É esta a forma através da qual Jigsaw pretende ensinar às suas vítimas o valor da vida.

O realizador australiano James Wan escreveu este excelente argumento juntamente com Leigh Whannell, o co-protagonista do filme. Quiseram experimentar os limites do género do terror, um quebra-cabeças onde o espectador fosse estimulado a estar atento e a tentar juntar as peças do puzzle. E foi isso que tentei fazer quando vi o filme, estar atenta a todos os pormenores, com aquela vontade típica de descobrir quem era o assassino, várias hipóteses surgiram, mas o final foi mais surpreendente do que imaginava e o assassino era quem menos esperava.

Depois de algumas decepções como “O Renascer dos Mortos” ou “Massacre no Texas”, este é um filme que vale a pena ver, para quem gosta dos filmes deste género ou por mera curiosidade. “Saw” foi um surpreendente êxito de bilheteira nos E.U.A. em 2004, de tal forma que a estreia de “Saw 2” está prevista neste país para o Outono deste ano.

® Isabel Fernandes

2 Comments:

At 5:26 da tarde, Blogger Knoxville said...

Então e depois de tudo o que disseste, só merece 5 estrelas em 10?

Não percebo :|

Cumprimentos.

 
At 10:20 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Put some more info about james wan, please! oh, we'd love to know more things about leigh whannell, too... they're sooooo cute... Expecially my asiatic james... we must know some other things about these little hobbits :P

 

Enviar um comentário

<< Home