segunda-feira, agosto 14, 2006

Æon Flux

Título Original:
"Æon Flux" (2005)

Realização:
Karyn Kusama

Argumento:
Phil Hay, Matt Manfredi & Peter Chung

Actores:
Charlize Theron - Aeon Flux
Marton Csokas - Trevor Goodchild
Jonny Lee Miller - Oren Goodchild
Sophie Okonedo - Sithandra


Estamos em 2415. Aeon Flux é uma operacional de topo em guerra com o regime totalitário que governa o que aparenta ser a sociedade perfeita. Mas estará essa vida perfeita a esconder a mentira perfeita? Aeon está na linha da frente de uma rebelião que irá revelar indescritíveis segredos…

Em 2005, Charlize Theron entre a nomeação para o Óscar no filme North Country - a segunda após ter vencido a estatueta pelo seu desempenho em Monster (2003) – participou em Aeon Flux, a versão de carne e osso de uma série de animação de sucesso, produzida pela cadeia de televisão MTV.

A versão de carne e osso, realizada por Karyn Kusama, segue o mesmo modelo da série de animação e é novamente produzido pela MTV. A premissa, no entanto, não é nova: Sociedade futurista, à partida perfeita é colocada em causa por uns quantos rebeldes que a todo o custo tentam perceber o que se passa por trás da aparente perfeição. Depois mete clonagem ao barulho e outros clichés experimentados em filmes como os recentes The Island de Michael Bay, ou Equilibrium, entre outros. Se quisermos recuar mais uns anos temos por exemplo Homem-Demolidor, com Stallone.

Fora a previsibilidade do argumento, o resto do filme é um amontoado de efeitos especiais mais ou menos conseguidos e uma Charlize Theron vestida de uma roupa negra justa, povoado de cenas mirabolantes de acção non-stop num ambiente Sci-Fi.

Charlize Theron personifica Aeon Flux como alguém dividido entre o lado mecânico e emocional e nem sempre o consegue fazer da melhor forma. É curioso que actrizes consagradas com um Óscar da academia tenham vontade de após trabalhos mais complexos, enveredarem por um filme que seja uma adaptação de Bd ou neste caso de uma série de animação, ou seja, um papel bem mais ligeiro. Quem não se lembra de Halle Berry, após o óscar em Monster’s Ball, ter escolhido ser a catwoman nesse horrível filme de Pitof????

Quanto a Aeon Flux (confesso que não vi a série de animação) trata-se de um entretenimento razoável, com certeza obrigatório para fans da série que lhe deu origem. Sem ser nada do outro mundo, vê-se (não é para mais tarde recordar), nem que seja para esquecer por um momento os dotes interpretativos de Charlize Theron e focarmos a nossa atenção noutros pormenores da bela actriz Sul-Africana…

® Sérgio Lopes

2 Comments:

At 1:00 da manhã, Blogger membio said...

acho q a série transporta um visual único e peculiar que não foi transportado para o grande ecrã, o mesmo se passa com a história e a realidade que Aeon Flux recria não foram bem aproveitados no cinema. Um fracasso na minha opinião...

 
At 12:28 da manhã, Blogger gonn1000 said...

Muito pobre. Nao conheço a série mas só podia ser melhorzinha...

 

Enviar um comentário

<< Home