sábado, Maio 20, 2006

Amor ou Consequência

Título Original:
"Jeux d'enfants" (2003)

Realização:
Yann Samuell

Argumento:
Yann Samuell & Jacky Cukier

Actores:
Guillaume Canet - Julien Janvier
Marion Cotillard - Sophie Kowalsky


Uma história de amor pouco ortodoxa, num cenário que mistura humor negro e drama. Esta é a proposta que nos traz Yann Samuell: uma autêntica brincadeira de crianças em forma cinematográfica bastante séria.

Julien e Sophie (Guillaume Canet e Marion Cotillard) são duas crianças unidas por uma amizade fora do comum, mas separadas por uma diferença de vida familiar que modela em cada um carácteres distintos. Sophie é auto-suficiente, desafiadora, atrevida, mas desprezada na escola por ter origens polacas. Julien é solitário, sensível, incompreendido, bem-comportado, desprezado na escola pela sua personalidade fechada. Juntos, os dois causam, contudo, dores de cabeça a pais e professores a partir do momento em que se conhecem, formando um duo imbatível e descobrindo aos poucos no seu mundo comum um refúgio para aquilo que lhes desagrada em redor.

À medida que crescem, uma relação quase fraterna ganha, contudo, formas mais definidas, e da cumplicidade gera-se uma atracção subtil e ignorada, assente numa brincadeira em que cada um desafia constantemente o outro. “Cap ou pas cap”, “capaz ou não capaz”, ameaça Sophie, que tem a caixinha mágica que só ambos conhecem e partilham desde crianças. Julien aposta ou não, e fica com a caixa que ditará o próximo desafio ao outro – que acaba por ser um estímulo a levá-lo mais além.

O problema neste jogo muitas vezes perverso (e cada vez mais, à medida que os dois atingem a idade adulta), é que ambos mergulham tanto nesse esquema mental imaturo, que na constante fuga ao mundo real acabam por se afastar vezes sem conta, chegando a desejar que o outro morra para ter descanso. E será assim até um dia, até que os dois decidam admitir o amor que os une mas que, em simultâneo, os afasta por teimosia e medo (Love Me If You Dare, o interessante título em inglês que diz tudo).

Amor ou Consequência é o “jeux d’enfants” eterno, cansativo até, centrado em duas personagens em permanente confronto subjacente a uma união profunda, e destaca-se por um argumento original e cativante, engraçado mesmo, que a dada altura se transforma numa tragicomédia e faz o espectador ansiar pelo momento em que aquela intrincada história se resolverá: é que anos e anos passam, matrimónios e filhos, e a brincadeira dos desafios continua para estes dois seres à parte, munidos de uma curiosa sensibilidade e inocência maquiavélica que os dois actores conseguiram incorporar muito bem.

Yann Samuell (um estreante) soube, assim, fazer de um conto de fadas romântico um autêntico pesadelo, que converte este filme numa das melhores surpresas cinematográficas do género nos últimos tempos (e, em particular, do cinema europeu/francês). Apesar de tocar muitas vezes a fronteira do irreal, com uma montagem fantasiosa e invulgar, espantosamente bem conseguida – à semelhança de um puzzle onde nunca sabemos em que momento as peças se encaixarão, e se se encaixarão sequer -, esse mesmo é o principal trunfo desta peça única, que se torna desarmante para os impacientes mas muitíssimo tocante para quem procurar um momento cinematográfico inspirado, a fixar, e um filme de personagens onde a exigência reforçada de química entre os dois protagonistas é bem sucedida e dá cor a este jogo de questionamentos.



® Andreia Monteiro

2 Comments:

At 8:15 da tarde, Blogger not_alone said...

Também axei este filme uma surpresa deliciosa...um pouco no estilo da Amélie, mas mesmo assim fantástico.

 
At 2:49 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Bon dia estou a procura deste film en portugues alguem sabe aonde eu posso encontrar ? obrigado

 

Enviar um comentário

<< Home