sexta-feira, dezembro 16, 2005

Balística

Título Original:
"Ballistic: Ecks vs. Sever" (2002)

Realização:
Wych Kaosayananda

Argumento:
Alan B. McElroy

Actores:
Antonio Banderas - Agente Jeremiah Ecks
Lucy Liu - Agente Sever
Gregg Henry - Robert Gant/Agente Clark



Já cheguei aqui a abordar a questão da “missão” de um reviewer, na minha humilde opinião. Uma das suas missões passa falar de filmes que são, no mínimo, uma miséria, uma vergonha à nossa amada arte! O filme desta semana é um desses casos. Estou em crer que posso inclusíve atingir o record de crítica mais curta de sempre aqui cine7. É que falar mal de alguma coisa consegue ser bastante limitativo... por muito mau que seja essa mesma coisa!


Ballistic: Ecks vs. Sever é um daqueles produtos em que ficámos embasbacados com o que os estúdios de cinema estão dispostos a produzir. As péssimas opiniões que ouvia relativamente a esta obra aguçaram-me imenso o apetite para a ver. Sou honesto quando confesso que adoro tentar “recuperar” filmes odiados. Coloquei o DVD no leitor, comecei a ver Ballistic: Ecks vs. Sever e... bom, ao fim de cinco minutos já estava a tremer de terror! Mas como é possível algo tão mau ser financiado e, pior ainda, aceite por dois actores como Antonio Banderas e Lucy Liu.


A história(?) anda em volta de um ex-agente do FBI que desde a morte da sua esposa vive em depressão refugiando-se no álcool. Um agente do FBI pede-lhe ajuda num caso complicado e Ecks (Antonio Banderas) aceita. Durante o decorrer da missão uma misteriosa mulher (Lucy Liu) ataca a equipa de Ecks que, sobrevivendo a custo, a persegue. A história acaba por complicar-se quando Ecks acaba por descobrir que existem hipóteses da sua falecida mulher estar viva...


Bom, se a história(?) aparenta ter um interesse mínimo dado o género do filme não se enganem... a história é mesmo má! O filme é mal realizado, o guião é das coisas mais ridículas que alguma vez vi (consegue estar pior que muitas novelas cheias de “buracos” narrativos), a direcção de actores é péssima, etc. Para ser honesto, custa-me, muito, conseguir encontrar uma única coisa que se aproveite. Sinceramente, desta vez, não há volta a dar a esta obra(?), é mesmo um caso perdido.


Assim, em jeito de conclusão, vejam Ballistic: Ecks vs. Sever, acima de tudo, se quiserem em cerca de hora e meia saber tudo, sobre como não realizar um filme. Produto de fraca qualidade a evitar a todo o custo! Se a tentação for muito grande, já sabem, não culpem o blog... a crítica bem vos avisou ;)

Até para a semana e bons filmes...


® Bruno Sá

3 Comments:

At 12:11 da tarde, Blogger membio said...

ao menos tem gaijas descascadas? Se não tiver, epá... atão é que não vale mesmo nada!!!! :)

 
At 3:38 da tarde, Blogger cine-asia said...

Realmente é terrivel. Finalmente um filme com classificação 2/10. A evitar a todo o custo. Eu tb vi Ballistic. Que arrependimento...! Cumprimentos,

Sérgio lopes.

 
At 11:26 da tarde, Anonymous Bruno Sá said...

Boas... bom membio, não, nem "gaijas" descascadas tem ;) Quanto à classificação de 2 em 10 tenho de ser honesto, o 1 pareceu-me a certa altura a melhor pontuação mas existem filmes piores que este. Para esses, que também eventualmente terão "direito de antena" neste blog, está guardado o 1. Obrigado pelos comentários e até à próxima :)

 

Enviar um comentário

<< Home