segunda-feira, Novembro 13, 2006

Super-Homem 2

Título Original:
"Superman II" (1980)

Realização:
Richard Lester

Argumento:
Jerry Siegel & Joe Shuster

Actores:
Gene Hackman - Lex Luthor
Christopher Reeve - Superman/Clark Kent
Ned Beatty - Otis
Jackie Cooper - Perry White


Três perigosos prisioneiros do extinto planeta Krypton, que estavam confinados na Zona Fantasma, são libertados graças a uma explosão, devido ao desvio de um míssil para o espaço, pelo Super-homem. O trio parte para Terra, onde passam a ter os mesmos poderes do Superman, mas o objectivo deles é dominar o planeta.

A sequela de Superman, o mega-sucesso de 1978 que elevou Christopher Reeve ao estrelato, coloca o nosso herói frente a frente com nada mais nada menos que três opositores de respeito, com poderes semelhantes aos seus e que ameaçam o planeta Terra. Embora, com menor fulgor que Superman, esta continuação das aventuras do nosso super-herói, volta a ter o mesmo leque de actores do original, nomeadamente Christopher Reeve, Gene Hackman (Lex Luthor) e Margot Kidder (Lois Lane) com a adição dos actores que compõem os vilões da história, todos com presenças fortes, principalmente Terence Stamp, como o General Zod, um vilão frio, calculista e completamente seguro de si mesmo.

No entanto, o filme foi rodado sob grandes peripécias. Richard Donner, realizador do primeiro Superman, rodou cerca de 75%, mas por divergências criativas com os estúdios Warner e com o produtor, foi despedido, tendo sido substituído por Richard Lester, um realizador maioritariamente de comédias, completamente desconhecedor do personagem Superman e uma clara má escolha, pois foi o responsável por inteiro, por Superman 3, uma desgraça completa. E claro, nem me atrevo a falar de Superman 4, porque enfim, é simplesmente miserável, este último, realizado por Sidney J. Furie.

A inclusão de Lester para a rodagem das cenas que faltavam trouxe um carácter mais infantil e com gags mais ou menos previsíveis e que no global, por vezes não encaixam. Parece que Lester não se importou minimamente com a ligação entre partes narrativas e isso nota-se bastante a espaços.

Mas os problemas não pararam por aqui. Marlon Brando, que recebeu 4 milhões pelos seus 10 minutos como pai do herói (enquanto Reeve como super-herói obteve o total de 250 mil), quis a sua parte na continuação e processou a produção que desistiu de utilizá-lo nesta sequela. É a mãe quem serve de conselheira na continuação. Ainda assim, Brando recebeu uma gorda fatia dos rendimentos do filme.

Mesmo assim, o resultado de Superman 2, apesar de todos os tumultos, embora um pouco confuso, é agradável, talvez, devido aos 75% de Richard Donner, mas não só. O casting acertado e o próprio argumento salva uma película, que pelo que conhecemos de Superman 3, se tivesse sido inteiramente rodada por Richar Lester seria uma desgraça total. Neste caso, pauta-se por uma sequela que se vê com agrado.

® Sérgio Lopes

1 Comments:

At 12:32 da manhã, Blogger daniel said...

sobre o super mam 3, quando ele luta com o homem nuclear.

 

Enviar um comentário

<< Home