sexta-feira, agosto 26, 2005

Quarteto Fantástico

Título Original:
"Fantastic Four" (2005)

Realização:
Tim Story

Argumento:
Stan Lee, Jack Kirby, Michael France & Mark Frost

Actores:
Ioan Gruffudd - Reed Richards
Jessica Alba - Sue Storm
Chris Evans - Johnny Storm
Michael Chiklis - Ben Grimm



Estreou à pouco tempo nas salas de cinema nacionais Quarteto Fantástico, a mais recente adaptação a filme de uma banda desenhada da Marvel e a questão que imediatamente vem à cabeça de qualquer fanático é, será que, como tantas vezes ocorreu, Hollywood estragou tudo? E a resposta é... bom, o melhor mesmo é ler o resto da review...

Por esta altura a maioria dos leitores já deve saber na perfeição a história narrada nesta obra mas, de qualquer das formas, irei fazer um breve resumo. Uma equipa de cinco cientistas parte numa missão para obter informações sobre uma estranha nuvem de matéria que irá passar perto do nosso planeta. Apesar de todas as precauções tomadas algo corre mal e a nuvem atinge a estação espacial juntamente com toda a sua tripulação. Ao contrário daquilo que se esperava, os cinco cientistas não morrem e, após algo tempo a recuperarem começam, aos poucos, a descobrir que algo neles mudou...

Para quem conhece a série animada e a banda desenhada, o filme é uma cópia fiel das mesmas. As personagens são réplicas exactas, o ritmo da narrativa é muito semelhante, enfim, quanto ao aspecto de reproduzir fielmente aquilo que muitos conhecem deste universo não hajam dúvidas que o filme roça a perfeição. Os efeitos especiais (dos quais, obviamente, Quarteto Fantástico depende e muito) são uma delícia atingindo indiscutivelmente um patamar muito elevado (sérios candidatos a uma presença nos Óscares deste ano) e os actores cumprem muito bem o seu papel sendo de destacar a sua semelhança fisica com as personagens originais.

Recapitulando o que até agora foi dito estamos perante um filme bastante bom para o seu género sendo que, o seu grande ponto negativo, advém indiscutivelmente da sua duração e permitam-me de seguida explicar um pouco melhor o que quero transmitir. Ao contrário por exemplo de Homem-Aranha, Quarteto Fantástico tem uma duração que ronda os 100 minutos, ou seja, possuímos uma introdução ás personagens, o seu acidente, a descoberta dos seus poderes, a batalha contra o vilão (muito curta) e somos imediatamente brindados com os créditos finais. O que referi não significa que o filme esteja mau, mas acabamos por sair do cinema com uma imensa vontade que colocassem a bobina de Quateto Fantástico 2 para apreciarmos um pouco mais o quarteto que tanto está a prometer.

Concluindo, a obra de Tim Story é um bom filme para nos deliciarmos com um bom saco/balde de pipocas à nossa frente e observarmos alguns dos nossos heróis de infância em “carne e osso” no grande ecrã. Aconselhável a qualquer fanático de b.d. ou mais especificamente do Quarteto Fantástico apenas deixo a ressalva de que, se X-Men ou Homem-Aranha por exemplo não foram minimamente do vosso agrado, não vai ser esta obra que vos irá fazer mudar de ideias...

® Bruno Sá

1 Comments:

At 12:42 da tarde, Blogger rogermk said...

Oi Bruno, concordo com o que vc disse com relação a ser um filme-diversão apenas. O que, espero concordarmos, depende necessariamente do que cada um espera de um filme, certo? Não esperava muito de Quarteto Fantástico, e não tive muito. Melhor assim, talvez.

 

Enviar um comentário

<< Home