segunda-feira, outubro 24, 2005

Robocop - O Policia do Futuro

Título Original:
"Robocop" (1987)

Realização:
Paul Verhoeven

Argumento:
Edward Neumeier & Michael Miner

Actores:
Peter Weller - Alex Murphy / Robocop
Nancy Allen - Anne Lewis
Ronny Cox - Dick Jones
Kurtwood Smith - Clarence Boddicker


Esta semana optei por regressar um pouco à minha adolescência e falar de um dos grandes filmes de acção / ficção científica dos anos 80, Robocop – O Policia do Futuro de Paul Verhoeven.

Algumas pessoas poderão pensar que se trata de mais um filme de acção normalíssimo quando, no entanto, é muito mais do que isso. É o retrato futurista de uma sociedade moderna decadente. E na conjectura actual, a visão de Paul Verhoeven, assemelha-se perigosamente ao que era apresentado em Robocop. De facto, assistimos ao domínio mundial por parte de um grupo minoritário de grandes empresas (que controlam tudo à nossa volta incluindo os media), a corrupção é uma realidade (no filme, personificado pelo presidente da empresa OCP) e assiste-se, tal como em Robocop, a um crescente e gritante aumento da violência por parte de gangs organizados, violência essa, cada vez mais emergente, nos dias de hoje.

Robocop - O Policia do Futuro, é a história trágica do polícia Alex Murphy (Peter Weller) que após ser brutalmente assassinado por um perigoso gang comandado pelo temível Clarence Boddicker é transformado num polícia robot às ordens das forças policiais de Detroit. Apesar da transformação Alex Murphy (a.k.a. Robocop) não consegue esquecer as memórias do que lhe sucedeu, encetando uma caça ao gang que o abatera, ao mesmo tempo que terá de enfrentar o corrupto presidente da OCP (empresa por detrás da criação de Robocop), Dick Jones.

Peter Weller tem um excelente desempenho na pele do polícia-robot ao conseguir que o publico sinta empatia por alguém dentro de um fato metálico com praticamente nenhuma emoção humana; uma máquina assassina ao dispor do bem.

O holandês Paul Verhoeven assina a sua estreia em terras americanas após o sucesso europeu de Amor & Sangue. Após Robocop - O Polícia do Futuro, conta, no seu currículo, com filmes tão diversos como Desafio Total, com Arnold Schwarzenneger, o fabuloso Instinto Fatal ou a tresloucada homenagem aos filmes de ficção-científica de série B, Starship Troopers – Soldados do Universo.

Sendo um realizador não americano, Paul Verhoeven teve a capacidade e coragem de retratar a América futurista com grande objectividade. A sua grande sensibilidade cinemática e estética foi revolucionária para a época dentro do género policial/acção. O filme apresenta também uma grande dose de violência, se calhar, essencial para a visão do cineasta e para a criação da afinidade com o personagem central (escondido atrás do fato metálico mas vítima de uma injusta e brutal morte).

Há um certo estilo europeu de realização principalmente na fluidez do movimento e montagem que não se via nos filmes americanos da época. A decisão de posicionar Robocop num futuro próximo sem data concreta foi uma decisão sábia pois agora apercebemo-nos que esse futuro não está tão distante quanto isso. É uma visão assustadora do futuro porque de facto… caminhamos para esse futuro.

Em suma, estamos na presença de uma obra com excelentes interpretações, bons efeitos especiais e uma partitura musical que ficará no ouvido e que enfatiza a humanidade da película. Paul Verhoeven apresenta um dos melhores filmes do género dos anos 80. Altamente recomendável.

® Sérgio Lopes

4 Comments:

At 1:18 da tarde, Blogger membio said...

é filme memorável dentro do género a par de "The Terminator" de James Cameron e "Predator" de John McTiernan que se tornaram ícones para muitas pessoas. A cena onde é apresentado pela primeira vez o robô ED-209, estilo "mech" que supostamente irá revolucionar a polícia é absolutamente memorável.

 
At 3:48 da tarde, Anonymous S0LO said...

Belas recordações me traz este filme :)!

Abraços

 
At 1:05 da manhã, Blogger cine-asia said...

Ya. Partilho das opiniões anteriores. Marcante...

 
At 1:02 da manhã, Anonymous KduLEEROY said...

Eu lembro q,quando crianca,ouvia comentarios a respeito d Robocop,o qual ainda nao tinha visto...sempre assossiava o film a o d1policial-robo q prendia bandidos.soh!qual nao foi minhaSURPREZAao ve-lo pelaPRIMEIRAvez(no caso,INEDITOpelaGlobo:p)Resumindo,me dparei c/VIOLENCIA DSENFREADA,EFEITOSdPRIMEIRAeACAO,DRAMA&COMEDIAna medidaCerta..pna q nao obteve continuacaoes dignas,ms essa ficara paraHISTORIA!alguem viu cena mais violenta q o massacre de murph??marcante eh 1adjetivo cabivel a Robocop.

 

Enviar um comentário

<< Home